Ajude a apadrinhar CRIANÇAS em Moçambique!

Muito obrigado pelo seu contributo. Este projeto já se encontra financiado a 100% devido ao envolvimento da sociedade civil.
Contudo, encontram-se ainda em aberto outros projetos a necessitarem da sua generosidade, pelo que ainda tem possibilidade de poder contribuir para outra causa através do NOVO BANCO Crowdfunding.
Objetivo: 
500 €
Terminado a: 
06/04/2018
Localização: 
Porto, Portugal

Sobre o projeto

A organização SIM - Solidariedade Internacional a Moçambique tem o objetivo de proporcionar melhores condições de vida e de ensino a muitas crianças do país. Quer em relação a estudos, mas também condições de vida básicas. As crianças da comunidade norte da Ilha do Bazaruto podem estudar na ilha até ao 7º ano, na escolinha de Sitone. Após este percurso, não há saídas para os jovens que queiram continuar a estudar e procurar outras oportunidades de vida. A solução é o prosseguir dos seus estudos no continente, no Inhasoro ou Vilankulo, mas sendo esta uma comunidade muito pobre, as famílias não têm capacidade para sustentar a estadia ou o estudo dos seus filhos. Assim, a SIM, tendo como missão primeira o desenvolvimento do indivíduo e da sua comunidade através da educação, contruiu um lar no Inhassoro, onde acolhe alguns dos jovens que se distinguiram academicamente na escolinha de Sitone, e têm essa vontade de estudar e ter um outro futuro. Para tal, em muito dependemos dos nossos padrinhos e madrinhas, que contribuem para manter os seus afilhados no lar e na escola.

Contudo, foi detetada uma falha em relação ao pobre domínio da Língua Portuguesa das crianças, uma vez que apenas conheciam bem o dialeto da região. Assim sendo, estamos a apoiar o novo projeto desta organização em Moçambique no ensino da Língua Portuguesa a crianças entre os 2 e os 5 anos em Sitone. A SIM abriu uma nova escola pré-primária para o ensino da língua oficial em Moçambique: o Português. Por esse motivo precisam que apadrinhem crianças de forma a que elas possam usufruir da escola e dos materiais necessários para aprendizagem.

A organização SIM também providencia uma refeição ligeira às crianças. 

O nosso objetivo com esta campanha é angariar fundos para apadrinharmos crianças entre os 2 e 5 anos para que aprendam a Língua Portuguesa na ilha de Bazaruto em Moçambique e consigam um futuro melhor!

Temos feito várias atividades de angariação e esta campanha é mais uma delas. Se cada um der um pouco do que tem, podemos chegar a muitas crianças.

O domínio da Língua Portuguesa é essencial para estas crianças irem mais longe e terem um futuro melhor. 

E há coisa mais alegre do que receber um sorriso? O apadrinhamento de mais crianças depende de si. Vamos juntos fazer sorrisos e tornar o mundo um pouco mais colorido :)

Sobre SIM - Solidariedade Internacional a Moçambique

Os  nossos nomes são Carolina Fernandes, Daniela Rodrigues, Diogo Cardoso, José Diogo e Mariana Vilas e neste momento estamos na fase final do nosso Mestrado em Gestão na Faculdade de Economia do Porto.

Esta ideia surgiu de um programa de Dupla Tributação que participamos na Kedge Business School em Marselha e onde nos foi proposto a realização de um projeto. A nossa ideia passou desde o primeiro momento por tentarmos ter um impacto positivo na sociedade e sobretudo na vida de crianças desfavorecidas, surgindo daí a parceria com a associação SIM que consideramos estar a fazer um excelente trabalho nesta área.

A associação ONGD SIM, Solidariedade Internacional a Moçambique, é uma pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos, criada por iniciativa de cidadãos portugueses, moçambicanos e de outras nacionalidades, empenhados na cooperação para o desenvolvimento de Moçambique.

A SIM tem por missão trabalhar junto de comunidades necessitadas, nomeadamente na província de Inhambane, mais especificamente na Zona Norte da Ilha do Bazaruto e na vila de Inhassoro, contribuindo para a criação de infra-estruturas básicas que concorram para a melhoria das condições de saúde e de educação dos membros dessas comunidades. Através de iniciativas concretas e sustentáveis, pretende-se estimular a acção educativa, intermediando recursos financeiros, doações e serviço voluntário para o desenvolvimento de novos projectos e manutenção das estruturas existentes.

Orçamento e prazos

Objetivo da campanha: ajudar o maior número de crianças possível entre os 2 e os 5 anos a terem acesso à nova escola pré-primária de ensino da Língua Portuguesa em Sitone.

Apadrinhar uma criança na ilha do Bazaruto custa por ano 240 euros (20 euros por mês x 12 meses). Se ultrapassarmos os 500 euros e chegarmos, por exemplo, aos 720 euros, vamos conseguir apadrinhar 3 crianças.

No final, se o montante angariado não der para apadrinhar um número certo de crianças, faremos um donativo à organização com o que sobrar.

Se cada um der o que puder, podemos, sem dúvida, fazer a diferença na vida de muitas crianças.

A transferência é muito fácil: pode fazê-lo por MB, MB way, Paypal, cartão de crédito e outros. Pode ajudar em 3 minutos!

Não se esqueça de que quanto mais conseguirmos, mais crianças vamos conseguir ajudar. Vamos a isto!

Imagens